NOTÍCIASResenha da participação dos Clubes da AABRAGA no campeonato Nacional da 1ª Divisão
< voltar
Resenha da participação dos Clubes da AABRAGA no campeonato Nacional da 1ª Divisão

A Associação Andebol de Braga mantém 4 equipas no Campeonato Nacional da 1ª Divisão Masculinos na próxima época de 2018/2019

 

Depois de um campeonato nacional de 2017/18 em que a AABRAGA teve como representantes na prova maior do nosso Andebol, as equipas do ABC/UMinho, AC Fafe, Arsenal da Devesa e o CD Xico Andebol.


Destes quatro emblemas, o ABC/UMinho apurou-se para disputar a Fase Final - Grupo “A”, aquele que determinava os 6 primeiros classificados deste campeonato do Campeonato nacional Andebol1.


Os restantes três, o AC Fafe, Arsenal da Devesa e o CD Xico Andebol, classificaram-se para disputar a fase Final – Grupo “B”, que determinava quais as duas equipas desceriam de divisão, aquelas que ficassem classificadas nos dois últimos lugares no final de um campeonato a 8 equipas, jogando todos contra todos a duas voltas.


A equipa do ABC/UMinho, mesmo sabendo-se das suas dificuldades em apresentar um conjunto tão forte quanto os seus associados gostariam de ter, pois a saída de muitos dos jogadores que tinham conseguido um conjunto de vitórias nas épocas anteriores, aliado à também saída do seu técnico Carlos Resende, fez com que o conhecedor dos meandros do clube, Prof. Jorge Rito, fosse o escolhido para continuar um percurso que se antevia difícil, mas que até começou muito bem com a conquista da super taça, num jogo em que venceu o campeão em título, começava bem uma época que as limitações do seu plantel auguravam de difícil.


No campeonato nacional, o ABC/UMinho teve um bom desempenho, julgamos que só não conseguiu chegar à Fase Final - Grupo “A” noutra posição e com um número de pontos mais elevado, pois à equipa não se podia pedir mais, o numero reduzido de jogadores, assim como muita juventude que lhe estava associada, limitava outros voos, mesmo assim, no final o 4º lugar alcançado pode-se considerar normal face aos condicionalismos existentes na formação do plantel.


Mesmo com este tipo de condicionalismos, a equipa do ABC/UMinho foi sempre um adversário temível para os seus opositores, com resultados muito bons, principalmente na posição de visitante, sendo uma mais-valia para o campeonato e para os jogos em que interveio.


Por sua vez, as outras três equipas classificadas para a Fase Final - Grupo “B”, tinham à partida como objectivo a manutenção, sabendo-se que não era fácil, pois das 8 equipas que compunham este Grupo “B”, a “guerra” resumia-se a 4 / 5 equipas para determinar quem seriam as duas a despromover.


Com o desenrolar das 14 jornadas, progressivamente foram ficando para a “luta” de permanência numa primeira fase 4 equipas, Arsenal, AC Fafe, S. Bernardo e Xico Andebol, com os arsenalistas a 4 jornadas do fim a libertarem-se em definitivo deste grupo e a conseguir a manutenção.


Com três equipas, uma delas praticamente despromovida, ficando mesmo nessa situação a duas jornadas do fim, falamos do Xico Andebol, restava duas equipas para uma delas se “salvar”, ou o AC Fafe, ou o S. Bernardo.


Na penúltima jornada, ambas as equipas tinham jogos difíceis de ultrapassar, o S. Bernardo recebia o Águas Santas e o AC Fafe deslocava-se ao terreno do Arsenal da Devesa, mas ambos tiveram prestações positivas e venceram, com isso, tudo ficava em aberto para a última jornada, que “quis” o sorteio que se defrontassem entre si, mas com a particularidade do jogo se realizar em Fafe.

Chegada a hora da verdade, com o pavilhão esgotado, com muita assistência de ambas as equipas, com certeza, na sua maioria de afectos aos fafenses, um jogo impróprio para cardíacos, o AC Fafe dominou do primeiro ao último momento de jogo, somente esteve uma vez empatado aos 12-12, para no final controlar e até deixar aproximar os aveirenses até aos 3 golos de diferença, pois chegaram a ser 7 os golos de vantagem dos pupilos de Ricardo Guimarães.

O pavilhão teve um público barulhento, muito educado, sem qualquer tipo de incidente, com os jogadores a respeitarem-se mutuamente, e uns árbitros ao seu nível, internacionais de muitas andanças ao mais alto nível, jogos olímpicos, campeonatos do mundo e Europa, enfim foi uma jornada de bom andebol e muita adrenalina em todos os que queriam, neste caso falamos do AC Fafe, que o jogo tivesse o resultado que se veio a verificar, vitória do AC Fafe e consequente manutenção entre os maiores do Andebol português.


Assim, das 4 equipas que iniciaram este campeonato filiadas na A.A.Braga, 3 conseguiram transitar para a época de 2018/2019, mas como há duas semanas a equipa do CCR Fermentões tinha conseguido a promoção à 1ª divisão, logo vamos ter o mesmo número de equipas da nossa Região no campeonato nacional ANDEBOL1 na próxima época, ou sejam, 4 equipas.


Podemos dizer que em termos de campeonato nacional de seniores masculinos, da 1ª e 2ª divisão foi muito positivo no cômputo geral, para a nossa Associação.

A todos os nossos clubes participantes, a AABRAGA agradece, o muito que têm feito pelo Andebol Associativo e Nacional.


Fonte: AAB

INSERIR COMENTÁRIO  
Nome
Email
Titulo
Mensagem
COMENTÁRIOS  
NOVIDADES SOBRE ARBITRAGEM
NOMEAÇÕES
ver nomeações
QUADROS
Quadros de Arbitragem da Associação de Andebol de Braga
OUTRAS INFORMAÇÕES
mais informações sobre a arbitragem
DESTAQUES / NOVIDADES
Notícias
Comunicados

CLUBES / SELECÇÕES
Clubes
Selecções

ARBITRAGEM
Quadros
Nomeações
Outras Informações
TAGS
Associação
Andebol
Braga
Federação
Portuguesa
Notícias
Arbitragem
Classificações
Resultados
Clubes
Selecções
Regras
Formação
Bem vindo visitante n. 5821797


2018 © Todos os direitos reservados a Associação de Andebol de Braga

WEB & DEV BY . KUATTROdesign.com